Creche a noite?

Ouça a música enquanto lê…

O centro Vila Parolin é um dos quatro de Curitiba com turno noturno, das 2 da tarde às 11 da noite. São, ao todo, 30 crianças atendidas à noite. Outras 18 estão na fila de espera. Pelos dados mais recentes do Ministério da Educação (MEC), apenas 655 crianças – 0,01% do total de matriculados na Educação Infantil – estudam no turno noturno.

Inicialmente o horário especial foi criado para contemplar o grande número de catadores de papéis que moravam nas redondezas – por rodar o dia inteiro com seus carrinhos, eles só podiam buscar as crianças noite adentro. Hoje, porém, a clientela é mais diversificada: predominam filhos de trabalhadores noturnos (de balconistas a seguranças) e de mães adolescentes.
A experiência de oferecer Educação Infantil noturna exigiu algumas mudanças. Por causa das condições climáticas (Curitiba é a capital mais fria do Brasil), as áreas externas só são usadas no verão. E a hora da sesta, o descanso após o almoço, ocorre um pouco mais tarde: a partir das 5 e meia para que os pequenos permaneçam despertos até a hora em que os pais chegam. “A princípio, atrasar esse repouso não traz danos”, afirma Fernando Louzada, pesquisador na área de cronobiologia e professor da Universidade Federal do Paraná (UFPR). O problema, segundo ele, é se as crianças continuarem acordando cedo e não dormirem de dez a 13 horas, período considerado adequado para a faixa etária de 2 a 5 anos. “É preciso ficar atento para evitar a privação do sono, que provoca alterações de humor e comportamento.” Os educadores da creche fazem coro para a recomendação do especialista e a repetem como conselho aos pais.

A rotina abrange atividades para desenvolver as múltiplas capacidades dos pequenos. A ideia é que eles possam começar a explorar o mundo, adquirir os primeiros conhecimentos e, claro, viver experiências prazerosas. Em outras palavras, que tenham uma Educação Infantil de qualidade – mesmo quando o Sol se põe.

(Revista Nova Escola)

Quer saber mais?

CONTATO
CMEI Vila Parolin, tel. (41) 3332-8687

1 pensamento em “Creche a noite?”

  1. Importante a divulgação dessa iniciativa de implantação de creches noturnas,pois uma parcela da população necessita desse atendimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *